Clique aqui e agende sua consulta - WhatsApp Agenda (51) 99792.8858
Barbara Goldoni - Cirurgia Plástica
Top

Procedimentos

Imagem cabeçalho procedimentos corpo

Cruroplastia

O que é?

A cruroplastia é a cirurgia plástica das coxas, também chamada de lifting de coxas.

Quando está indicada?

Indicada para pacientes que apresentam excesso de pele e flacidez nas coxas, seja por perda importante de peso ou envelhecimento.

Objetivos

Ressecção do excesso de pele das coxas melhorando o contorno das mesmas.

Como é a feita a cirurgia e cicatrizes esperadas

A cirurgia é feita através de incisão que se estende da região da virilha inferiormente em direção aos joelhos, até o ponto onde for necessário para tratar o excesso de pele e flacidez.

Anestesia

Bloqueio peridural com sedação.

Duração

Em torno de duas horas.

Internação

Observação por seis a 12h após o procedimento.

Cuidados antes e depois da cirurgia

Evitar depilação de virilha e coxas por duas semanas antes do procedimento para evitar lesões ou pelos inflamados, que poderiam levar a infecção após a cirurgia.

Enquanto estiver deitada ou sentada, mexer as pernas e pés como se estivesse pisando nos pedais de um carro. Isso ajuda a circulação nos membros inferiores e evita a trombose.

Manter o uso de malha e meia no pós-operatório até liberação médica, usualmente em duas semanas para a meia, e em quatro semanas para a malha.

Procure beber água e demais líquidos em abundância no período de pós-operatório. A hidratação auxilia a circulação, aumentando a fluidez do sangue, reduzindo os riscos de trombose. A hidratação auxilia também o retorno da função normal do seu intestino.

Quanto à alimentação, alimentar-se com alimentos leves, frutas, legumes, água, para auxiliar o retorno da função intestinal e evitar sentir-se ainda mais inchada do que o próprio pós-operatório já impõe. Evitar de maneira especial os condimentos e outros alimentos industrializados (por ex: congelados), já que estes contêm muito sal, açúcar e aditivos que manterão seu inchaço por tempo mais prolongado que o desejado.

Conforme orientação médica, o acompanhamento fisioterápico será benéfico para a evolução de seu tratamento.

Recuperação

A dor costuma ser mais importante na primeira semana, sendo passível de alívio com analgésicos.

Após duas semanas é possível retomar atividades leves como a caminhada.

Em geral em quatro semanas é possível voltar a dirigir, e o retorno às atividades físicas que demandam esforços pode ser feito com três meses da cirurgia.